Uber faz 7 anos no Brasil: são mais de 1 milhão de motoristas ativos

Atuando no Brasil com muito sucesso desde 2014, a Uber veio para revolucionar o mercado de mobilidade urbana. Tanto que virou, sem querer, até sinônimo de “trabalho terceirizado” ou “trabalho precarizado” (ou “uberização”). Agora, em 2021, a Uber faz 7 anos no Brasil, tendo excelentes motivos para comemorar.

Afinal de contas, estamos falando de uma empresa que lidera o ranking de trabalhadores “avulsos” cadastrados. Qualquer cidadão que busca uma alternativa de transporte público segura, cômoda, fácil de pedir e com um preço relativamente acessível, provavelmente tem o app Uber instalado no celular.

Nesses sete anos, a Uber viu a concorrência crescer, oferecendo preços, digamos, melhores, mas ainda não contemplando uma cobertura satisfatória.

Mesmo assim, a Uber só cresce. Em setembro de 2020, a Opinion Box descobriu que 78% das pessoas que possuem smartphone no Brasil já pediu um carro para fazer alguma viagem rápida.

E, pasmem: bem mais da metade dessas pessoas (69%) pediram a viagem sabe com quem? Com a Uber.

Uber faz 7 anos no Brasil: mais de 5 mil viagens entre usuários mais frequentes

A Uber não para de bater recordes. Seus dados estatísticos mostram que os usuários mais frequentes da plataforma já pediram mais de 5 mil viagens, desde 2014.

Trocando em miúdos, é como se esses usuários fizessem cerca de duas viagens por dia, ao longo desses sete anos!

Isso, com certeza, provocou muita treta entre os trabalhadores, digamos, mais tradicionais, a exemplo dos taxistas e até mesmo dos motoboys.

Mas não teve jeito: ou os tradicionais se acostumariam com a nova onda Uber, ou teriam que parar de trabalhar, pois seriam engolidos.

Evolução ao longo dos 7 anos

A Uber se lançou no Brasil apenas com um serviço, em 2014: o Uber Black, que é uma versão mais sofisticada. Mas não demorou muito para se expandir.

Galgando os passos das grandes empresas multinacionais, que não param de se reinventar (o Google, por exemplo, que hoje é muito mais do que apenas um buscador), a Uber hoje é uma máquina de fazer dinheiro.

Levam a assinatura da Uber mais de 50 tipos de produtos, ferramentas e serviços ligados à mobilidade (Uber Eats e Uber Moto são apenas uma gota no oceano de criatividade da empresa).

Você já ouviu falar, por exemplo, de Uber Acqua, Uber Fresh, Uber Ice Cream ou do Uber Barco? Pois é, procure saber detalhes sobre essas submarcas, pois são todas da Uber.

Uber faz 7 anos no Brasil: impacto na economia

Apesar de ser criticada por ainda não proporcionar aos seus usuários condições de trabalho das mais desejáveis, não há como negar que a Uber ajuda a movimentar a economia de qualquer país onde opera.

Somente até 2020, a Uber já pagou mais de R$ 4,2 bilhões em impostos. Nesse rol, estão tributos importantíssimos, como PIS, Cofins ISS e, claro, o famigerado Imposto de Renda, entre outros.

Muitos brasileiros estão no mercado de trabalho, sustentando suas famílias,  por causa da Uber.

Afinal de contas, basta ter um carro, uma moto ou uma bicicleta, além de documentação em dias, para se cadastrar na plataforma e começar a trabalhar de imediato. Isso sem contar os outros serviços que captam outros trabalhadores.

É por isso que, atualmente, o número de motoristas cadastrados ultrapassa a casa de 1 milhão de pessoas! Traduzindo isso em nossa moeda, são cerca de 69 bilhões de reais já pagos aos trabalhadores associados nesses sete anos.

Alberto Vicente (DRT-5272-BA) é formado em Letras (UEFS) e desde 1997 vem acumulando experiência na redação de textos para blogs e sites.

    tem 188 posts e contando. Ver todos os posts de

    One thought on “Uber faz 7 anos no Brasil: são mais de 1 milhão de motoristas ativos

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *