Taxa cobrada pelo inDrive: saiba quanto paga na corrida

Um dos requisitos essenciais para que um motorista autônomo escolha um dos aplicativos de mobilidade em detrimento dos outros é, sem sombra de dúvidas, o preço final. No caso do app verdinho, eles querem, de fato, saber qual a taxa cobrada pelo inDrive. Todos sabem que as cobranças de comissões do inDrive começaram no começo de 2020.

Como vimos, inicialmente, houve um período em que todos podiam rodar sem essa cobrança, algo que foi a forma encontrada pelo inDrive para ir se consolidando no mercado, naquela fase inicial. Mas, como tudo o que gira na internet, “não existe café da manhã grátis”. Cedo ou tarde, o inDrive precisaria arcar com toda a infraestrutura que ele construiu.

Taxa cobrada pelo inDriver por corrida

A taxa gira em torno de 9,5%, apenas. Inicialmente, cada motorista ganhou uma espécie de bônus de R$ 15,00. Quando da “introdução” da taxa, o inDriver divulgou um comunicado visível nos aplicativos, que informava, em geral, o seguinte:

O inDrive tornou-se um fenômeno notável no mercado de transporte de passageiros em [nome da cidade]. Muitas pessoas utilizam o aplicativo todos os dias, e seu número cresce a cada dia. Este trabalho em grande escala exige um custo significativo. Para cobrir esses custos anunciamos a introdução de pagamentos para cada pedido no valor de 9,5%”.

No frigir dos ovos, não se trata de uma taxa exorbitante, tendo em vista as outras praticadas pelos aplicativos concorrentes. O segredo será buscar a adaptabilidade, algo que leva o próprio motorista a equilibrar seu custo-benefício conforme o aplicativo que escolher priorizar.

Custo do inDrive é menor do que os concorrentes?

Mesmo com essa cobrança de taxa de 9,5%, fica claro que o inDrive prossegue, mesmo não sendo mais gratuito, sendo o mais barato do mercado. Como a própria empresa anunciou na época da introdução da taxa:

“Para que o inDrive continue a ser rentável, tanto para os passageiros quanto para os motoristas, o montante será estabelecido em percentagem menor que a de outros serviços, onde a taxa pode variar de 15% a 30% de cada viagem”.

Conclusão: mesmo com esse sistema de comissionamento, o inDrive continua vantajoso, avaliando o mercado.

Reembolsos do inDrive em alguns casos

 O inDrive ainda informou que “a distância dos pedidos continua em aberto”, ou seja, o motorista sempre pode ver e selecionar os pedidos disponíveis.

O pagamento pelo serviço será debitado na conta pessoal do condutor quando ele enviar o carro para o ponto “A” (o ponto onde se encontrará o passageiro) e também quando ligar para um passageiro antes de apertar o botão “cheguei”.

O interessante mesmo é o sistema de reembolsos do inDrive. Veja abaixo como foi explicado isso:

“Existe um pagamento de reembolso em caso de cancelamento da viagem por parte do passageiro, ou se o passageiro não apareceu. Neste caso, você deve pressionar o botão de “o passageiro não apareceu”. A restituição em tais casos será realizada no prazo de 30 dias após a confirmação do pedido do operador”.

Alberto Vicente (DRT-5272-BA) é formado em Letras (UEFS) e desde 1997 vem acumulando experiência na redação de textos para blogs e sites.

    tem 187 posts e contando. Ver todos os posts de

    One thought on “Taxa cobrada pelo inDrive: saiba quanto paga na corrida

    • 29/12/2022 em 9:47 pm
      Permalink

      Gostaria de pegar um objeto para mim no gama e queria saber o preço de quanto fica antes de executar o serviço.

      Resposta

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *