Cadastro Motofy 2024: vale a pena alugar moto para aplicativo?

Se você está precisando de renda extra ou renda principal, e pensa em alugar uma moto para trabalhar com aplicativos, que tal fazer o cadastro Motofy? Há quem veja vantagens nesse tipo de locação, mas também há quem não veja, como em todos os aspectos da vida.

A empresa é recente e está localizada em Feira de Santana, no estado da Bahia, mais precisamente, na rua Alcântara, bairro Brasília. Queremos aqui demostrar as vantagens e desvantagens da locação de motos para aplicativos por essa empresa. Não é um artigo patrocinado.

Quais os planos de pagamento do aluguel de motos da Motofy

Antes de fazer o cadastro Motofy, é claro, você precisa conhecer os planos. Até o fechamento deste artigo, fizemos uma consulta à empresa e esta nos informou que, aderindo ao cadastro, o condutor rodaria a primeira semana grátis.

Para ter acesso a esse benefício, ele precisará, conduto, quitar a caução, que é de R$ 500,00. Um detalhe importante é que não há opção de motos. A Motofy trabalha exclusivamente com o modelo Honda Pop 110i, pelo menos até o momento.

Plano Motofy para rodar 1 mês

Se o motociclista está interessado em “fazer um corre” por um mês, para testar o serviço, deve aderir ao Plano Motofy com contrato mínimo a partir de 1 mês. Nesse caso, além da caução de R$ 500,00, ele pagará uma diária de R$ 39,00, o que soma R$ 273,00 por semana.

Vale ressaltar que, caso o parceiro aceite este plano, não terá direito à primeira semana grátis. Ou seja, pagar diárias do começo ao fim do contrato.

Plano Motofy para rodar 2 meses

Se o motociclista aceitar correr um risco maior e rodar por maior tempo, ele pode fazer o Plano com contrato de 2 meses. Nesse contrato, o valor da diária cai para R$ 34,00, o que gera um total semanal de R$ 238,00.

Ele pagará normalmente a caução de R$ 500,00, que é, como vimos, a taxa de segurança.

Plano Motofy para rodar a partir de 6 meses

Para quem tem expectativa de trabalhar muito com moto alugada, o ideal é aderir ao Plano Motofy com contrato a partir de 6 meses. Aqui, a diária custa R$ 31,00 e a semana custará R$ 217,00. Caução de R$ 500,00, como já se sabe.

Plano Minha Motofy

Este é o plano mais arrojado da Motofy, tanto que ela mesma diz que é “algo nunca vista no mercado de aluguel de veículos”. A principal diferença do plano é que, literalmente, você passará de locador a proprietário da moto alugada.

É isso mesmo: você assim o contrato de adesão ao Plano Minha Motofy, que tem duração total de 2 anos (24 meses), e depois desse prazo, a moto será sua.

Mas precisa lembrar que, ao longo desses 2 anos, seguirá com pagamento semanal de R$ 339,00, ou seja, é o valor mais caro da empresa. Depois de finalizado o contrato, a Motofy transfere para seu nome o veículo, bastando pagar a taxa de transferência.

Além do seguro, do guincho e da moto reserva, nesse plano, o locador ainda ganha o benefício da troca de óleo periódica.

O que é a caução no cadastro Motofy

A caução é uma espécie de fiança de aluguel, mas com a vantagem de que você não perderá esse valor pago, de R$ 500,00. Outra vantagem é que você pode parcelar o valor da caução em até 10 vezes, no cartão de crédito.

A devolução do valor da caução acontecerá dentro do prazo de 30 dias após o final do contrato entre a Motofy e o motociclista parceiro.

Vantagens do cadastro Motofy

Logo de cara, o cadastro Motofy é bem vantajoso, pois, como a própria empresa assegura, não há qualquer impedimento para quem está com restrição bancária (nome sujo). A empresa informa o seguinte a este respeito:

Nós não fazemos análise de crédito, então se seu nome estiver sujo, não tem problema.

Outra vantagem declarada pela Motofy é que qualquer condutor que estiver interessado em rodar com Carteira Nacional de Habilitação provisória conseguirá se cadastrar. Não há restrição quanto a isso.

Além disso, em todos os planos oferecidos o locador já contará com os serviços essenciais, a saber: seguro, guincho 24 horas, moto reserva e, é claro, a manutenção preventiva. Isso, por si só, faz toda a diferença para quem vai se arriscar todos os dias e por muitas horas transitando sobre duas rodas.

Por fim, vale destacar o seguinte: de certa forma, é vantajoso, sim, utilizar uma moto de terceiros (no caso, da Motofy), em vez de passar o tempo todo estragando a sua própria moto (para quem já tem, é claro) nesse tipo de trabalho diário.

Desvantagens do cadastro Motofy

Para encerrar este post, queremos listar algumas desvantagens de serviços de locação como o da Motofy. Em primeiro lugar, para ter que pagar de R$ 31 a R$ 39 por dia numa locação, o motociclista terá que trabalhar praticamente em dobro.

Imaginemos um cenário bem otimista: você começa a rodar às 7h da manhã e, até as 10h, consegue arrecadar o valor suficiente para quitar a diária, já descontado o combustível utilizado nesse período. Isto significa que das 10h em diante, terá que batalhar para começar a arrecadar a sua parte nessa história…

Em segundo lugar, geralmente quem procura uma moto alugada para fazer delivery ou transporte de passageiros está numa situação, digamos, nada confortável. Então, há casos em que, até mesmo para esse interessado conseguir o valor da caução, é algo bem difícil.

A terceira desvantagem que apontaríamos diz respeito ao plano Minha Motofy, que é até considerado inovador pela empresa. Se em uma semana, a locação custará R$ 339,00, isto significa que por mês terá que ser desembolsado R$ 1.356,00.

Como o contrato desse plano durará 24 meses, o motociclista parceiro conquistará a sua moto locada (já desgastada por todas as intempéries do tempo e do tipo de serviço), ao custo total de R$ 32.544,00. É de se pensar não apenas uma ou duas vezes, mas várias…

Como fazer o cadastro Motofy

Cadastro Motofy
Cadastro Motofy. Foto: montagem Canva/Motofy

Para fazer um cadastro de parceiro locador na Motofy, é importante receber todas as informações via WhatsApp oficial. É por meio de contato direto com um atendente que você terá informações sobre preços, planos e oportunidade de trabalho nesse nicho.

Se você gostar de algum dos planos da empresa, responderá à mensagem afirmativamente. Logo em seguida, a empresa iniciará o cadastro Motofy, enviando a lista dos documentos necessários. De antemão, dois documentos importantes serão: a CNH e o comprovante de residência.

Alberto Vicente (DRT-5272-BA) é formado em Letras (UEFS) e desde 1997 vem acumulando experiência na redação de textos para blogs e sites.

tem 8 posts e contando. Ver todos os posts de

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *